Roupa de Homem?

Hello meninos, como estão?

Gênero é um assunto que está sendo cada vez mais debatido dentro do universo da moda, já temos um segmento próprio para aqueles que não seguem o padrão binário. Mas já pararam pra pensar o que seria roupa de homem?

Já falamos aqui sobre a importância de se combater o machismo dentro do mercado da moda e o porquê devemos fazer isso. Também já falamos sobre o segmento de moda sem gênero que é o genderless, mas agora precisamos falar imediatamente sobre a questão do mundo que está sendo padronizado.

 

Sabemos que a sociedade, diariamente, impõe direta e indiretamente um padrão a nossa garganta e, quando alguém consegue se libertar dessa corrente, é uma vitória contra o machismo, vulgo pai do preconceito. Uma das primeiras questões que essas livres pessoas fazem é: “O que seria roupa de homem?”, sendo uma das questões mais simples e complicada de se responder.

 

Sabemos que a sociedade, diariamente, impõe direta e indiretamente um padrão a nossa garganta e, quando alguém consegue se libertar dessa corrente, é uma vitória contra o machismo, vulgo pai do preconceito. Uma das primeiras questões que essas livres pessoas fazem é: "O que seria roupa de homem?”, sendo uma das questões mais simples e complicada de se responder.

 

Primeiramente, fora Temer!
Segundamente, roupa não tem gênero!

 

Roupa de homem não são roupas do gênero masculino. Roupa de homem é o que o indivíduo quer usar e o que o faz bem, sendo ele: Homem cis, trans, não binário, agênero (no caso não seria homem pois não tem um gênero propriamente definido).

 

 Roupa de homem não são roupas do gênero masculino. Roupa de homem é o que o indivíduo quer usar e o que o faz bem, sendo ele: Homem cis, trans, não binário, agênero (no caso não seria homem pois não tem um gênero propriamente definido).

 

Roupa é tecido, tecido não tem distinção de gênero, então vamos repensar nossos conceitos, né?
Quem disse que não podemos usar saia?
Quem disse que não podemos vestir aquela linda jaqueta afeminada?
Quem disse que não podemos pegar qualquer coisa que esteja na sessão feminina?

 

Roupa é tecido, tecido não tem distinção de gênero, então vamos repensar nossos conceitos, né? Quem disse que não podemos usar saia? Quem disse que não podemos vestir aquela linda jaqueta afeminada? Quem disse que não podemos pegar qualquer coisa que esteja na sessão feminina?

 

Chegou a hora de nos libertarmos disso tudo, não é?

 

Aqui vamos ler o que uma propria pessoa não binaria tem a dizer sobre tudo isso:

Sempre vivo nessa escolha entre ter que decidir o que é mais confortável entre o feminino e o masculino sem poder desfrutar coisas dentro do gênero que me representa. As pessoas me olham e, a partir das minhas roupas, dizem: “Ah, hoje você está menininho”, “Hoje parece uma moça mesmo”, mas eu apenas estou me apresentando pra sociedade como não-binário, e não como homem e mulher.   (Continue lendo)

– Louie Farias

 

Chega de deixar de usar algo porque a sociedade pressupõe que aquilo pertence a algum gênero. Vamos ser autênticos, ser nós mesmos e, se necessário, romper o véu do gênero!

 

Leia a primeira parte dessa matéria clicando aqui.

 

Texto: Jeff Lyra. – Sobre a edição de: Guilherme Miranda .

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.